Varazim Teatro

O Teatro continua a ser o nosso caminho

0 Varazim Teatro

IMG_4490

Associação Cultural criada em Setembro de 1997, em Junho desse mesmo ano já tinha estreado Desimaginação, de António Pedro com encenação de Jorge Castro Guedes. Nasce da vontade comum de pessoas que encabeçaram os primeiros trabalhos e conquistaram, no ano a seguir à sua formação um protocolo com a Câmara Municipal, apoiando a realização de duas produções anuais.
*
Pelo reconhecimento da qualidade do trabalho desempenhado, em Outubro de 1998, esse protocolo foi alargado, passando a prever a programação de uma Temporada Teatral. Tendo a sua formação acontecido a partir de trabalho voluntário, o crescimento e a maturidade da estrutura, derivado de uma maior experiência e de uma formação contínua, por parte dos elementos que a compõe. Permitiu que em 2006 se realizasse o primeiro espetáculo profissional: Fragmentos.
*
No ano seguinte e completando 10 anos de existência, fazendo mais e melhor a partir dos recursos que possui, produz o É-Aqui-in-Ócio – festival de teatro que tem vindo a realizar-se anualmente e edita Sub-Texto. O ano de 2010 ficou marcado pela internacionalização da companhia.
Ao longo de todo o seu percurso, enquanto criador e programador, o Varazim tem colhido o reconhecimento da relevância do seu trabalho. De instituições financiadoras como a Câmara Municipal local. Do público, através da sua fidelização e do seu crescimento, comprovável pelo número crescente de espetadores. Dos seus pares, através de uma crescente vontade de colaboração, cooperação e estabelecimento de parcerias.
*
No seu percurso enquanto criador, já realizou 41 produções com textos de autores consagrados e alguns clássicos como António Pedro, Almeida Garrett, Bernard Marie-Koltès, Samuel Beckett, Mário-Henrique Leiria, Raúl Brandão, Almada Negreiros, José Sanchis Sinisterra, José Eduardo Agualusa, Albert Camus, Aristofanes, Bertolt Brecht, Gil Vicente. Mas também apostou em novos autores (destacando-se Antonio Albanese, Pedro Eiras, Patrícia Portela) e deu espaço ao surgimento, até no interior da estrutura, de novos dramaturgias (já realizaram textos para a Companhia: Anabela Garcia, William Gavião, Francisco Cruz, Eduardo Faria, Joana de Sousa e Joana Soares). A seu convite encenaram espectáculos Jorge Castro Guedes, William Gavião, Anabela Garcia, Jorge Gonçalinho, Cláudia Negrão e Alexandre Vorontsov. Destacam-se também os autores de músicas originais Alfredo Teixeira, Tiago Inuit, José Peixoto, Tiago Pereira, Walter Martins e Paulo Lemos.
*
Apesar da diversidade de Autores, as escolhas temáticas dos textos e toda a evolução do Varazim Teatro tem levado à afirmação de uma identidade que é já reconhecida pelo público e mesmo no seio do panorama teatral. Esta identidade assenta na criação de espetáculos  de recursos técnicos minimalistas com temáticas de grande intervenção social (como a corrupção, a eutanásia, a escassez de recursos, a violência de género, existencialismo).
*
Por todo o seu trajeto o Varazim Teatro continua a afirmar que o Teatro pode ser um caminho.

Varazim Teatro – Associação Cultural

Divulga também a tua página

Anúncios