Varazim Teatro

O Teatro continua a ser o nosso caminho

Quando o Homem Lavrava o Mar

capa_folheto_QHLM.png

O Varazim Teatro, entidade programadora e coordenadora do projeto que culmina com a apresentação do espetáculo Quando o Homem Lavrava o Mar,  foi  com esta proposta um dos vencedores do Concurso de Ideias promovido pela União de Freguesias da Póvoa de Varzim, Beiriz e Argivai.

Esta iniciativa compreende a apresentação do espetáculo Quando o Homem Lavrava o Mar no Cine-Teatro Garrett, no dia 4 de Março (em duas sessões pelas 17h e pelas 22 horas), bem como a criação de uma instalação associada ao mesmo que será apresentada de 4 de Março a 4 de Abril no Auditório Municipal da Póvoa de Varzim/Escola de Música e seguirá depois para apresentação em Beiriz e Argivai.

Sendo a Póvoa de Varzim uma cidade com forte tradição de gente da pesca, e uma intensa ligação ao mar – que é subsistência ainda de muitas famílias, pela pesca e também pela concessão do areal para criação de infraestruturas próprias da época balnear. É absolutamente pertinente a apresentação do espetáculo “Quando o Homem Lavrava o Mar”, bem como da criação de toda a envolvimento com a comunidade que o mesmo pressupõe.

O Varazim Teatro faz programação cultural na cidade da Póvoa de Varzim desde 1998, tendo a sua programação trazido à Póvoa de Varzim várias companhias de renome, mas também apostando na apresentação de projetos emergentes, que pelo seu carácter e conceito dão mostra de apostas de qualidade. A programação de “Quando o Homem Lavrava o Mar” é um evento único, que excede a programação regular da Temporada Teatral que o Varazim Teatro é responsável, e que constitui por si só, um presente à cidade da Póvoa de Varzim, cuja população sente muita afinidade em produtos culturais que de algum modo toquem na essência do seu povo.

A apresentação faz-se próximo à data em que passam 125 anos sobre o grande naufrágio de 1892 que tirou a vida a muitos pescadores desta zona. Pelo dia 27 de Fevereiro às 18h30, o Varazim Teatro fará uma evocação do naufrágio junto ao Cais da Póvoa de Varzim.

Data imperecível, como que gravada a fogo vivo na memória poveira, só esta: 27 de Fevereiro de 1892. Quase sempre referido sem a mencionação do ano, que bem basta o dia e o mês aziago para reacender a angústia de uma tragédia que vestiu de longo e pesado luto a nossa colmeia piscatória.

Um doloroso acontecimento que foi tecendo, geração em geração, um profundo sentimento trágico e um consciente e respeitoso temor pelo Mar amado, ainda hoje presente na memória e nas vivências quotidianas dos nossos pescadores.

Evocação gerada por múltiplas reminiscências onde o tempo vivido e os testemunhos herdados e transmitidos por tradição assumem um carácter mítico, que a imaginação e a realidade confrontam e transfiguram.”

escreveria um ilustre poveiro, Manuel Lopes

Quando o Homem Lavrava o Mar é um espetáculo Musical com uma forte componente visual que pretende homenagear os pescadores portugueses. Um diálogo entre música, poesia e imagens inspirado no universo da pesca e do mar

Cruzando música original de inspiração tradicional portuguesa com sonoridades mais experimentais, utiliza instrumentos convencionais como a viola braguesa e o violino, bem como objetos sonoros ou elementos da natureza como berlindes, latas de conserva ou o som da água.

Em QHLM será o desenvolvido um processo de colaboração como a Escola de Música da Póvoa de Varzim com a participação de Ensemble Vocal, orientado pelo prof. Rui Silva e Orquestra de Cordas, orientada pela Prof. Vânia Oliveira, integrando-os em vários momentos chave do espetáculo, envolvendo assim a comunidade nas apresentações aproximando as gerações mais novas de uma profissão ancestral com uma forte tradição no nosso país e de uma forma forte e inquestionável na concelho da Póvoa de Varzim.

Algumas das canções deste espetáculo foram criadas a partir de poemas de Sophia de Mello Breyner Andresen, dos livros Mar, Coral e Navegações.

A realização compreende a construção, com latas de conservas, das esculturas sonoras de grande dimensão, com o apoio d’A Poveira.

As imagens projetadas no espetáculo são do artista britânico James Knight-Smith, excertos de filmes de Michel Giacometti e de José Madeira e, entre estas, imagens do Museu Municipal de Etnografia e História da Póvoa de Varzim.

Ficha Técnica

Gestão e implementação do projeto: Varazim Teatro

Música e Direção Artística: Fernando Mota

Poemas: Sophia de Mello Breyner Andresen

Vídeos e Imagens: Arquivo Municipal da Póvoa de Varzim, Fernando Mota, James Knight-Smith, José Madeira, Michel Giacometti

Interpretação: Fernando Mota, Participação de Alunos da Escola de Música da Póvoa de Varzim: Emsemble Vocal orientado pelo prof. Rui Silva e Orquestra de Cordas orientado pelo prof. Vânia Oliveira.

Participação especial em video: Carla Galvão

Direcção e Operação Técnica: Nuno Borda de Água

Projeto contemplado com Apoio da União de Freguesias da Póvoa de Varzim Beiriz e Argivai ao abrigo do Concurso de Ideias promovido por esta entidade

Parceiros: Associação Pró-Música, A Poveira

Apoio Institucional ao Varazim Teatro: Câmara Municipal da Póvoa de Varzim

Apoio à Divulgação: A Voz da Póvoa, Mais Semanário, Póvoa Semanário, Rádio Onda Viva.

Outros Apoios: Restaurante Romero, Hotel Luso Brasileiro, Tavares e Oliveira

CALENDARIZ
AÇÃO

27 de Fevereiro

18h30

Cais da Póvoa de Varzim

Evocação Naufrágio de 1892

4 de Março

duas sessões: 17 horas e 22 horas

Cine-Teatro Garrett

Quando o Homem Lavrava o Mar

de Fernando Mota

com a Participação da Escola de Música da Póvoa de Varzim

4 de Março – 4 de Abril

Auditório Municipal da Póvoa de Varzim/Escola de Música

Instalação Esculturas Sonoras

INFO ADICIONAL:
Entradas Cine-Teatro Garrett | e online em www.bol.pt e em FNAC, Worten e CTT
**
Reservas a partir do email vt@varazimteatro.org e dos telefones Varazim Teatro 916439009 | 912420129 | Cine-Teatro Garrett – 252090210
**
Entradas: 7,00€ | Com desconto para Estudantes, Reformados, menores de 25 anos e maiores de 65, desempregados, pessoas portadoras de deficiência, grupos de 8 pessoas – 5,00€ |Associados ao Varazim Teatro: 3,50€

Advertisements

Information

This entry was posted on 24 de Fevereiro de 2017 by in Em Cena, Temporada Teatral, Uncategorized.

Navegação

%d bloggers like this: