Tragédia de Prósfygas II – Episódio

ESTREIA

de 22 de Setembro (quinta) até 24 de Setembro (sábado)

22 horas

Cine-Teatro Garrett

ESTREIA

Tragédia de Prósfygas II. Episódio

pelo Varazim Teatro (Companhia Organizadora)

texto de Joana Soares

encenação Eduardo Faria e Joana Soares

interpretação: Eduardo Faria, Isabel Marques, Isabel Morim, Isabel Viana, Joana Soares, Joana de Sousa

música original e sonoplastia: Paulo Lemos

Classificação Etária: M/16

Duração Aproximada: 75 minutos

episodio_cartaz_foto

Sinopse:

Episódio é o segundo espetáculo da Trilogia – Tragédia de Prósfygas (A primeira parte I. Prólogo estreou em Março deste ano e III. Êxodo tem estreia marcada para Março de 2017)

A Trilogia Tragédia de Prósfygas debruça-se sobre a história de pessoas que sofregamente têm chegado à Europa fugindo dos horrores de um conflito que parece não ter fim. Em Prólogo apresentam-se 5 Prósfygon que enfrentam o seu destino, cinco mulheres marcadas pela guerra. É o lado de lá visto e narrado por quem lá vive.

Neste II. Episódio as cinco mulheres e mais um sexto Prósfygon arriscam tudo para atravessar o mar e chegar a uma terra em que não haja guerra. Neste espetáculo abordamos o momento da travessia.

Recorrendo a relatos verídicos e recriando a estrutura dramática da Tragédia Clássica, Tragédia de Prosfygas é uma trilogia de inspiração clássica, sentimentos universais e factos atuais!

Acreditando que o Teatro e a dramaturgia podem servir para fixar a memória de um determinado momento histórico. Acreditando também, tal como acreditavam os gregos, que ao assistir às apresentações das tragédias, dá-se a catarse e o espetador sai do teatro purificado e transformado.

Sobre o Varazim Teatro:

O Varazim Teatro é uma Associação Cultural.(ponto).

O Varazim Teatro nasceu da vontade comum de um grupo de 13 pessoas, constituindo-se Associação Cultural à data de 26 de Setembro de 1997, depois de em Junho desse mesmo ano já ter estreado a sua I Produção, “Desimaginação-Farsa do Quotidiano” realizado a partir de um texto de autor português, António Pedro.

Nas suas produções procurou textos e autores que de alguma forma colocassem questões atuais, fizessem refletir sobre o estado das coisas e o lugar destas no mundo. Tendo colocado em cena diversos autores nacionais e estrangeiros mas também apostando em novas dramaturgias dando espaço à criação de textos inéditos que vieram culminar em espetáculos com vertente experimental.

No ano seguinte à sua formação, elabora com esta autarquia um Protocolo de Colaboração, este protocolo tem vindo a ser renovado anualmente.

Desde Outubro de 1998, O Varazim Teatro é também responsável pela programação teatral de carácter regular na Póvoa de Varzim. Assim, no primeiro sábado de cada mês (entre Outubro e Junho) o Varazim Teatro (com o Patrocínio da Câmara Municipal) tem trazido à Póvoa de Varzim várias companhias de Teatro nacionais e não só, procurando a diversidade e a qualidade dos espetáculos com vista à formação de um público cada vez mais assíduo e cada vez mais exigente.

Procurando sempre fazer mais e melhor a partir dos recursos que possui, desde 2007 que programa também o É-Aqui-in-Ócio – festival de teatro que tem vindo a realizar-se anualmente e edita Sub-Texto. O ano de 2010 ficou marcado pela internacionalização da companhia.

Por todo o seu trajeto o Varazim Teatro continua a afirmar que o Teatro pode ser um caminho.

 

Imagens de Tragédias de Prósfygas I

Anúncios