Catástrofe

Ficha técnica:

Texto: Samuel Becket

Encenação: Anabela Garcia

Interpretação: Carlos Sérgio, Eduardo Faria, Joana Soares e Jorge Curto

Operação técnica: Jorge Curto

Fotografias de Cena: Bruno Carvalho

Catastrofe

Os personagens são o encenador, a sua assistente e um  protagonista inerte. Toda a metáfora da criação se condensa nestes personagens. O encenador pode ser Deus, um ideólogo político, um manipulador de massas ou até um artista. “Catástrofe” é um alerta contra todas as formas de totalitarismo e fundamentalismo. O protagonista é uma marioneta nas mãos do encenador, até ao momento em que levanta a cabeça.

No Foyer a representação abre com uma introdução “chapliniana” através de imagens de “O Grande Ditador” e uma instalação de fundo.

Animação por: Francisco Cruz e Bruno Mendes

Instalações Artísticas por: Bruno Carvalho, Joana Soares e Patrícia Silva

Anúncios