Vírus Zucco

Adaptada da Obra Roberto Zucco inspirada em fatos reais, de Bernard-Marie Koltés

Tradução, Adaptação e Encenação Anabela Garcia

Interpretação: Alexandra, Bárbara Maciel, Bruno Mendes, Carlos Sérgio, Francisco Cruz, Inês de Oliveira, Jorge Curto, Jorge Miguel, Jorge Vassalo, Maria Antónia, Natália Azevedo, Ricardo Travessas, Romi.

Música ao vivo: Jorge Miguel, Jorge Vassalo

Operação técnica: Joana Soares

Fotografia: Bruno Carvalho

virus zuco

Inocentes ou Culpados,

por Anabela Garcia

“Mas quando tu deres esmola, não saiba a tua mão esquerda o que faz a tua mão direita: Para que a tua esmola seja dada ocultamente; e teu Pai, que vê em segredo, te recompensará Publicamente.” In O Evangelho Segundo Mateus

Nesta era da homogeneização, as escrituras carregam as mesmas palavras de outrora. Faz o bem mas não o mostres que o fazes. Não te mostres. Faz-te invisível. Nesta era global, serás invisível entre invisíveis.

As nossas escolhas (globais) preparam biliões de profissionais globais, medíocres, invisíveis. Mas, do outro lado, a mesma sociedade chama por ti. Diz: mostra-te; torna-te visível para todos os cantos do mundo; sê famoso, nem que seja só por uma semana; podes ser herói por um dia.

E o Zucco?

Não teremos nós criado o vírus da visibilidade global?

Vírus Zucco.

Inocentes ou culpados?

Anúncios