Varazim Teatro

O Teatro continua a ser o nosso caminho

Joana de Sousa (atriz)

Natural de Vila do Conde, nasceu a 30 de Janeiro de 1985.
Numa noite de S. Pedro, aos 16 anos, o seu caminho cruza-se com o do Varazim Teatro, e nesse mesmo ano estreou-se no palco com o espetáculo Diz Contos.28594_122872731063225_7395567_n
Ao longo dos seus 11 anos de carreira teatral participou como atriz em Diz Contos, de Francisco Cruz, encenação de Anabela Garcia (2001), Despropósitos, de Francisco Salgueiro, co-encenação de Joana de Sousa e Francisco Cruz (2003), Delfina, de Susana Poujol encenação de Eduardo Faria (2005), Passagem, de Pedro Eiras, encenação de Eduardo Faria (2007), Leitor à Hora, de José Sanchis Sinisterra, encenação de José Gonçalinho (2007), Sede, texto e encenação de Joana Soares (2008), Metades, criação coletiva, encenação de Eduardo Faria (2012), todas produções Varazim Teatro. Queima do Judas, direção de Pedro Correia, pela Nuvem Voadora (2012).
Fora do palco ajuda o Teatro a acontecer, interpretando outras tarefas que a companhia e o teatro exigem.
Frequentou diversas formações salientando-se Teatro Plástico, por Liliana

 

Rosa, Teatro do Gesto, por José Carlos Garcia e Teatro de Luz Negra por Cengiz Ozek.
Paralelamente desenvolveu o seu percurso académico em Eng. de Minas.

Anúncios

Information

This entry was posted on 26 de Setembro de 1997 by in As Pessoas.

Navegação

%d bloggers like this: