Varazim Teatro

O Teatro continua a ser o nosso caminho

Eduardo Faria (diretor artístico)

Nasce na cidade Invicta a 14 de Setembro de 1968,inicia a sua atividade teatral participando como ator na Opereta Maria. Em 1996 faz Curso Intensivo de Iniciação Teatral orientado por Castro Guedes. Atualmente a desenvolver tese de Mestrado no Curso de Gestão Artística e Cultural do IPVC.
É um dos fundadores do Varazim Teatro, em 1997, e é desde essa data o seu responsável artístico e programador da Temporada Teatral na Póvoa de Varzim e do Festival É-Aqui-in-Ócio.
ImagemColaborou também com o Teatro do Noroeste, Teatro Art’Imagem, Casino da Póvoa e Bottega degli Apocrifi (Itália). Como ator trabalhou com encenadores como Castro Guedes, Manuel Guede Oliva, Guillermo Hueras, José Leitão, William Gavião, Anabela Garcia, José Gonçalinho, Júlio César, José Martins, Cláudia Negrão, Cossimo Severo e Alexander Vorontsov.

Tem desenvolvido vários trabalhos comunitários, quer com adultos, quer com crianças, no âmbito da formação e criação de espetáculos.
Como encenador realizou os espectáculos O Rei Imaginário ou a Ausência de Deus, a partir de textos de Raul Brandão e Almada Negreiros (2003); A Delfina, de Susana Poujol (2005); O Diário de Alex Drástico e Blá Blá Blá, de António Albanese (2007); Fragmentos, de Samuel Becket (2006); A Passagem, de Pedro Eiras (2007); Contracurva, com texto do próprio (2008), Mulheres no Poder, de Aristófanes (2010); Se os Tubarões Fossem Homens, a partir do poema homónimo de Bertolt Brecht (2011) e Metades, criação coletiva (2012), todos produções do Varazim Teatro.

Anúncios

Information

This entry was posted on 26 de Setembro de 1997 by in As Pessoas, Uncategorized.

Navegação

%d bloggers like this: